Skip to content

Pesquisa promissora: dessa vez, aqui na terra brazilis!

17 julho, 2012

O Centro de Estudos do Genoma Humano da USP acaba de divulgar uma bem sucedida experiencia que pode retardar e até melhorar os sintomas da Distrofia Muscular.

Através da administração combinada de células-tronco e um fator de crescimento chamado IGF-1, os pesquisadores conseguiram produzir distrofina e melhorar o desempenho muscular em modelos animais. E – o melhor! – usando material de organismos diferentes sem qualquer rejeição!

O próximo passo será testar a técnica em outros modelos animais.

A descrição detalhada desse importante trabalho foi publicada e pode ser lida na edição deste mes do Jornal da FAPESP.

Estamos chegando lá!

Anúncios

From → Sem-categoria

Deixe um comentário

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: